Exercícios de Yoga para Gestantes

Eu tenho inclinações a gostar mais de asana yoga para gestantes do que outros tipos de asana yoga (yoga para crianças, yoga para idosos, yoga para memória etc.). Isto porque a gestante ou a mulher em vias de engravidar é um pedra bruta onde posso esculpir uma das mais belas obras da natureza. Contudo, devido a vida moderna das pessoas e o fast-tudo que condiciona as pessoas a se posicionar como descartável e tratar tudo como descartável, coloca este ramo da yoga num grande dilema – se tornar mais um descartável no mundo descartável.

A yoga para gestante deveria começar no planejamento familiar pelo menos seis meses antes da concepção da mulher. Tendo este ponto inicial evoluir até o momento da concepção, considerando as variáveis siderais (karma da pessoa que vém) e condições do meio que acerca o novo ser.

Yoga Para Gestantes, Mães e Bebês,Yoga relaxa gestante,Prática da yoga durante o período de gestação,Yoga ajuda a ter uma gravidez feliz,yoga gestante,yoga gestantes, yoga gestante brasilia,yoga gestante curitiba,exercicios de yoga para gestante,gestação,gravidez,moda gestante,feto,gestante estabilidade,gestante fotos,bebe,parto,gravidez sintomas,gravidez semana a semana,periodo fertil,menstruação,aborto

Yoga para Gestante

Após a concepção, inicia o verdadeiro trabalho de tattwa yoga sobre o Corpo Etérico da mãe e do Corpo Astral do novo ente encarnado. Ao final das 36 fases lunares que se dá a gestação, o bebê dará seu primeiro suspiro, pronto para enfrentar os desafios de viver feliz em sintonia com as leis universais neste mundo (nete ponto acho que o Yogue Ramacharaka se sentiria realizado como eu, pois foi ele quem revelou ao mundo as leis de sucesso na vida material através da sintonia com as vibrações universais).

Bom! Nesse meu método singular de yoga para gestante, fica evidente que falta material humano, então, vamos à yoga para gestante mercadológica, neste fast-food da vida descartável de pessoas robóticas, onde o dinheiro compra tudo.

Os exercícios de yoga para gestantes devem levar em consideração, no mínimo também, as condições para o parto humanizado, onde o bebê é considerado e tratado como  uma pessoa no ventre da mãe e quando chega a este mundo no nascimento.

Ainda que haja algumas excessões, existem regras bem definidas que diferencia o modo de fazer as respirações, os asanas e até as práticas de dharana, da yoga para pessoas comuns.

A primeira regra é: – O BEBÊ NÃO PODE SER INCOMODADO. Seja como for a yoga é para a mãe, o bebê não pode ser incluído nas práticas, se ele se envolve deverá ser por ele mesmo.

A segunda regra é: – Algumas respirações, bandhas e asanas são abortivos. Se você é instrutor de yoga você deve saber como age os exercícios de yoga sobre a fisiologia humana, se não sabe, não administre yoga para gestantes.

A terceira regra é: – Não trate a gestante como um ser alienígena extra-terrestre, ela é uma mulher como qualquer outra em condições emocionais e fisiológicas diferentes das demais.

A quarta regra é: – Não se faça de psicóloga (se você for mulher), suas experiências sexuais na sua gestação não são regras que toda mulher deve seguir. O sexo faz mal ao bebê, a excitação sexual também. Se a gestante for uma pessoa libidinosa, oriente-a a experimentar outras formas mais sutis de sexo, como por exemplo, as carícias e o amor.

Assine a newsletter Yoga

ATENÇÃO: Um e-mail de confirmação será enviado. Apenas um click e pronto.
Assine a Newsletter Yoga Moderna para receber as novidades exclusivamente no seu e-mail.